logotipo da APDSIAssociação para a Promoção e Desenvolvimento da Sociedade de Informação

Está aqui:Atividades >> detalhe de atividades

Empresas de TIC fazem exposição anti-Trump

tecnologicas
 
97 empresas de tecnologia e de outros setores similares apresentaram no tribunal de recursos dos Estados Unidos, uma declaração contra a ordem de controlo de imigração do presidente do país, Donald Trump.

Google, Facebook, Intel, Netflix, Microsoft, Apple e Twitter estão entre o grande segmento empresarial.

No documento as empresas aludem ao «potencial disruptivo das restrições» agora implantadas e defendem «os benefícios de regras liberais de imigração para as indústrias, em geral». O documento lembra ainda que «os imigrantes estão entre os nossos principais empresários, políticos, artistas e filantropos».

A ordem executiva assinada pelo presidente a 27 de Janeiro suspendeu por 90 dias a entrada de imigrantes e não-imigrantes originários do Irão, Iraque, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iémen. As empresas de TIC consideram a medida como a primeira de uma série, planeada pela administração Trump para restringir a entrada nos Estados Unidos de trabalhadores qualificados de que a indústria depende.

Além de ordem de Trump «dificultar a capacidade das empresas americanas para atrair grandes talentos, aumenta os custos impostos às empresas», alega a declaração das empresas.

Entretanto, nesta sexta-feira, o decreto anti-imigração continua suspenso e o tribunal mantém a decisão de rejeitar o recurso de Trump.

Observações

Publicado em Fev 10, 2017 , por APDSI em Categoria: Notícias

Partilhar

Documentos produzidos