logotipo da APDSIAssociação para a Promoção e Desenvolvimento da Sociedade de Informação

Está aqui:Atividades >> detalhe de atividades

Portugueses conquistam, pela terceira vez, medalhas nas Olimpíadas de Informática [2011]

Rodrigo Gomes

Terminou no passado dia 29 de Julho, na cidade de   Pattaya (Tailândia), a 23ª edição das Olimpíadas  Internacionais de Informática (IOI) que contou com a participação de 302 alunos de escolas secundárias, provenientes de mais de 70 países. Rodrigo Gomes foi um dos vencedores.

Propostas inicialmente numa reunião da UNESCO, as Olimpíadas Internacionais são um dos mais prestigiados concursos de programação em todo o mundo. Em dois dias de prova (cada um com a duração de 5 horas) os alunos criam programas de computador (em C, C++ ou Pascal) destinados a resolver o conjunto de problemas proposto (3 em cada dia de prova), de natureza algorítmica, e baseados em problemas da vida real com aplicação prática.

Este ano os alunos tiveram, por exemplo, de criar programas para tarefas como: descobrir o melhor percurso possível para realizar uma corrida nas ruas de uma cidade, descobrir o menor caminho para sair de um labirinto, calcular o melhor local para armazenar um depósito de arroz de maneira a minimizar a distância aos arrozais ou a melhor maneira de tirar fotos a um grupo de elefantes. Os programas dos alunos são, depois, submetidos a vários testes de diferentes dificuldades, sendo que a sua correcção e eficiência é avaliada de forma automática e atribuída uma pontuação em função do número de testes correctos respondidos em tempo útil. Para além da competição em si, as IOI proporcionaram uma inesquecível experiência social a todos os participantes, com um programa que incluiu, também, uma visita a um jardim tropical, um espectáculo de elefantes, uma exibição de danças típicas e uma demonstração de artes marciais tailandesas.

Desde 1992 que Portugal participa neste evento, enviando os seus melhores alunos seleccionados através das Olimpíadas Nacionais de Informática, organizadas, actualmente, pela APDSI. A prova está aberta a todos os alunos portugueses com menos de 20 anos e que ainda não frequentem um curso universitário. Este ano a delegação portuguesa foi constituída por:

- Alunos
Rodrigo Gomes, 12º ano da Escola Secundária Vitoriano Nemésio (Praia da Vitória, Ilha Terceira, Açores);
Pedro Paredes, 11º ano da Escola Secundária de Avelar Brotero (Coimbra);
Mauro Mesquita, 11º ano da Escola Secundária Eça de Queirós (Póvoa de Varzim);
Afonso Santos, 9º ano da Escola Técnica e Liceal de Santo António do Estoril (Estoril).

- Líderes
Pedro Ribeiro - Delegation Leader (DCC-FCUP Universidade do Porto).

Nestas Olimpíadas a alocação de medalhas funcionou de maneira diferente da que vinha sendo habitual, sendo que, no final das Olimpíadas, apenas o aluno que fique na metade cimeira da classificação obtém uma medalha. A competição é muito apertada e levada muito a sério em países como a China, Estados Unidos ou Polónia, onde os alunos se preparam durante um ou mais anos quase exclusivamente para as Olimpíadas, sendo verdadeiros atletas de alta competição. Em Portugal os recursos são mais escassos e a preparação é feita sem os alunos deixarem de seguir o seu normal percurso curricular nas respectivas escolas, em programas que não tocam sequer no tipo de conhecimentos mais avançados que são necessários para umas Olimpíadas desta natureza. Normalmente os representantes portugueses são auto-didactas com gosto pela programação e pela descoberta de algoritmos e estruturas de dados eficientes.

Portugal tinha conquistado duas medalhas de bronze: uma em 2002, na Coreia do Sul, por David Rodrigues (Canas de Senhorim), e outra em 2009, na Bulgária, por Pedro Abreu (Madeira).

Tendo partido para a Tailândia com o objectivo de conquistar novamente uma medalha, a comitiva portuguesa viu os seus intentos serem alcançados. Na cerimónia de encerramento o aluno Rodrigo Gomes recebeu uma medalha de bronze que premiou os seus 323 pontos obtidos nos 2 dias de prova (num máximo de 600), o que lhe deu um 117º lugar na geral (num total de 302 participantes), o melhor resultado individual de sempre por parte de um aluno português, depois do 119º lugar obtido por Pedro Abreu em 2009.

Durante as IOI foram também entregues os prémios correspondentes ao Concurso Ibero-Americano de Informática por Correspondência (CIIC), uma prova internacional destinada a preparar os melhores alunos vários países da América Latina da Península Ibérica para as IOI. Os melhores alunos das Olimpíadas Nacionais representaram Portugal no CIIC e os resultados foram os seguintes:

2 Medalhas de Bronze:
Rodrigo Gomes, 12º ano da Escola Secundária Vitoriano Nemésio (Praia da Vitória, Ilha Terceira, Açores);
Pedro Paredes, 11º ano da Escola Secundária de Avelar Brotero (Coimbra).

1 Menção Honrosa:
João Ramos, 11º ano da Escola Secundária de Avelar Brotero (Coimbra).

Em 2012 teremos nova edição das Olimpíadas Nacionais de Informática, disputada em várias fases de selecção, e culminando na selecção dos alunos que irão representar Portugal nas Olimpíadas Internacionais de Informática, que se irão realizar em Setembro de 2012, em Itália.

Observações

Publicado em Ago 2, 2011 , por APDSI em Categoria: Educação

Partilhar

Documentos produzidos

  • icone para link
    23ª edição das Olimpíadas Internacionais de Informática

    Sítio na web das Olimpíadas Nacionais da Informática

  • icone para PDF
    Relatório das Olimpíadas Nacionais de Informática
    Conclusões
  • icone para PDF
    Relatório das Olimpíadas Internacionais de Informática
    Conclusões