logotipo da APDSIAssociação para a Promoção e Desenvolvimento da Sociedade de Informação

Está aqui:Atividades >> detalhe de atividades

Maria do Carmo Lucas à APDSI: «Remunerações mais justas e próximas das dos homens poderão atrair mais mulheres»

Maria do Carmo Lucas
Maria do Carmo Lucas
, administradora da Gismédia, é formada em Engenharia Informática e Estatística e Gestão de Informação.


1 - Como foi o seu percurso profissional e que barreiras encontrou enquanto Girl in ICT?

Na sequência da formação académica em Engenharia Informática, entrei na ICL computadores como analista-programadora onde progredi até Gestora de Projetos e Consultora para a Direção Comercial. A seguir desempenhei as funções de Consultora para a Administração de várias empresas. Depois fiz a pós-graduação em Estatística e Gestão de Informação na Universidade Nova de Lisboa. Na Universidade desempenhei funções de Gestora de Ciência e Tecnologia e Professora Associada da Disciplina de Gestão de Projetos. Neste momento estou reformada e sou Administradora da Gismédia. As barreiras estavam associadas ao acesso a cargos de chefia mas que consegui vencer.

2 - Quais são os aspetos mais aliciantes de ser uma Girl in ICT?

O intercâmbio do conhecimento e de experiências com um maior número de profissionais e distintas competências.

3 - Alguma vez se sentiu discriminada? Do seu ponto de vista faz sentido promover-se a igualdade de géneros no mundo das TIC?

Sim. Muito pontualmente, o que considero excecional, ao nível da aceitação da autoridade hierárquica. Em termos de remunerações também senti. Faz sentido nas TI como em qualquer área profissional e, mesmo, académica.

4 - O que sugere para atrair mais as jovens para as áreas das tecnologias da informação?

Não vejo que seja necessário atrair as jovens para as TI pois hoje são conhecidas as virtudes das profissões ligadas às TI. Penso que, como em qualquer profissão, a exigência de disponibilidade para horários extraordinários poderá, ainda, afastar mais as mulheres do que os homens de exercerem profissões nas TI. Mas vejo que cada vez menos. Remunerações mais justas e próximas das dos homens poderão atrair mais mulheres.

5 - As tecnologias influenciam o modo como o mundo olha para as Girls in ICT? E contribuem para a igualdade do género?

Só na maior visibilidade da participação das mulheres no mundo académico, no foro profissional, na sociedade em geral. Bem como a divulgação dos seus sucessos, constituindo exemplos para as novas gerações.

Observações

Publicado em Abr 18, 2015 , por APDSI em Categoria: Notícias

Partilhar

Documentos produzidos